sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Traficantes são presos na Operação Corvo

FOTOS XU MEDEIROS

Renata MartinsRepórter
Durante a quinta-feira 30, policiais civis e militares realizaram a operação Corvo, com objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão. Suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas, associação ao tráfico e formação de quadrilha foram investigados durante 60 dias.
Policiais militares cercam entrada do Morrinhos, cumprindomandados de busca e apreensão contra bandidos(fotos: XU MEDEIROS)
Nesta quinta-feira, a operação chegou ao fim com a expedição de 22 mandados de busca, sendo que 08 pessoas foram presas, um menor apreendido e dois suspeitos ainda não tinham sido localizados até o fechamento desta edição.
OPERAÇÃO
Durante a ação, 100 policiais foram usados, sendo 60 deles civis e 40 militares. De acordo com o delegado da 3º Delegacia distrital – AISP 100, Rodrigo Andersen Guedes Magalhães, os suspeitos presos na operação Corvo têm ligação direta com a serie de homicídios na cidade.
Segundo ele, os assassinatos que aconteceram nos últimos meses no Bairro Morrinhos estão diretamente ligados com os suspeitos. Ele afirma que o tráfico é um mal real e que a união das policias podem tomar o controle.
- Considero o tráfico na região como um câncer social, que está crescendo e deve ser tratado com medidas rápidas e eficazes. A operação foi uma das formas usadas para tirar das ruas, pessoas conhecidas no mundo do tráfico e que estão sendo investigadas há mais de 60 dias – afirma.
Delegado Rodrigo Andersen Guedesfalou sobre a operação
O delegado explicou o por quê do nome dado à operação. Disse que a ave conhecida como corvo é de cor preta e gosta de fazer vôos noturnos. A ligação dela com os criminosos é que eles também agem na maioria das vezes durante a noite.
Os agentes responsáveis pelo cumprimento dos mandados foram Wilton Costa, André Guida e Danilo, que destacaram a importância de ações de combate ao crime organizado.
APREENSÕES
Na casa de um dos suspeitos foram encontradas armas e drogas. Dois revólveres calibre 38 e uma pistola foram apreendidos. No local, um menor também foi apreendido. Segundo o delegado, ele confessou ter assassinado um homem no município de Capitão Enéas.
Os suspeitos ficaram presos por medida de segurança e de forma temporária. A suspeita de que eles estejam envolvidos em outros crimes. O delegado suspeita que a briga pelo domínio do tráfico pode ter levado os suspeitos a cometerem um número alto de assassinatos na cidade.
Foram presos e encaminhados ao presídio da cidade: Aumiro Barbosa da Silva, conhecido como Mirin, Flávio Ferreira Gomes, conhecido como Flavinho, Genésio da Silva Júnior, Junior, William Souza Chaves, Neide Lopes da Silva, Isaac Manoel de Santana Júnior, Pedro Henrique Souza Silva e Chistian Rafael Cardoso Silva.
O combate ao tráfico vai continuar e de acordo com a polícia, inquéritos para investigar a participação de outros envolvidos vão ser abertos. O cumprimento dos outros mandados pode acontecer a qualquer momento.

5 comentários:

Anônimo disse...

te amo

Anônimo disse...

Eles sao tudo gente fina ..
rsrrsrrsrsrrsrs

Anônimo disse...

Eu amo o Chistian rafael que rodou na operação corvo ta no s2

leticia disse...

adoro muito todos os meninos principalmente mirim e genezio muito legais

naína disse...

corvo te adooooro de mais...se sab disso né!!
juizo...boa sorte..
''nem td qe se perde tem valor, deus essiste e esta com vc''
bjusss..